Airlines to return to profitability in 2023 - IATA



By Emma Farge

GENEVA, Dec 6 (Reuters) - The airline industry will become profitable again next year for the first time since 2019 as a snapback in air travel continues following nearly two years of COVID-19 restrictions, an industry association said on Tuesday.

Airlines lost tens of billions of dollars in 2020 and 2021 due to the pandemic but air travel has partially recovered and some airports have struggled to cope.

The International Air Transport Association (IATA) now expects a net profit of $4.7 billion for the industry next year, with more than 4 billion passengers set to fly. It had previously said only that profits were "within reach" in 2023.

For 2022, IATA narrowed its forecast for industry-wide losses to $6.9 billion from $9.7 billion.

"That is a great achievement considering the scale of the financial and economic damage caused by government imposed pandemic restrictions," said IATA Director General Willie Walsh, commenting on the projected return to profit in 2023.

But the former British Airways and IAG boss warned that many airlines will continue to struggle next year, citing regulations, high costs, inconsistent government policies among the factors.

"Airlines must remain vigilant to any increases in taxes or infrastructure fees," he said, adding these included those made "in the name of sustainability".

IATA said that its forecast is based on a gradual reopening of China to international traffic and the easing of domestic zero-COVID restrictions. If that does not happen, airlines' profitability would be affected. Another risk for the 2023 outlook is that some economies fall into recession, it said.
Reporting by Emma Farge, Editing by Tim Hepher and Louise Heavens

Isenção de Responsabilidade: As entidades do XM Group proporcionam serviço de apenas-execução e acesso à nossa plataforma online de negociação, permitindo a visualização e/ou uso do conteúdo disponível no website ou através deste, o que não se destina a alterar ou a expandir o supracitado. Tal acesso e uso estão sempre sujeitos a: (i) Termos e Condições; (ii) Avisos de Risco; e (iii) Termos de Responsabilidade. Este, é desta forma, fornecido como informação generalizada. Particularmente, por favor esteja ciente que os conteúdos da nossa plataforma online de negociação não constituem solicitação ou oferta para iniciar qualquer transação nos mercados financeiros. Negociar em qualquer mercado financeiro envolve um nível de risco significativo de perda do capital.

Todo o material publicado na nossa plataforma de negociação online tem apenas objetivos educacionais/informativos e não contém — e não deve ser considerado conter — conselhos e recomendações financeiras, de negociação ou fiscalidade de investimentos, registo de preços de negociação, oferta e solicitação de transação em qualquer instrumento financeiro ou promoção financeira não solicitada direcionadas a si.

Qual conteúdo obtido por uma terceira parte, assim como o conteúdo preparado pela XM, tais como, opiniões, pesquisa, análises, preços, outra informação ou links para websites de terceiras partes contidos neste website são prestados "no estado em que se encontram", como um comentário de mercado generalizado e não constitui conselho de investimento. Na medida em que qualquer conteúdo é construído como pesquisa de investimento, deve considerar e aceitar que este não tem como objetivo e nem foi preparado de acordo com os requisitos legais concebidos para promover a independência da pesquisa de investimento, desta forma, deve ser considerado material de marketing sob as leis e regulações relevantes. Por favor, certifique-se que leu e compreendeu a nossa Notificação sobre Pesquisa de Investimento não-independente e o Aviso de Risco, relativos à informação supracitada, os quais podem ser acedidos aqui.

Usamos cookies para lhe dar a melhor experiência no nosso website. Ler mais ou alterar as configurações de cookies.

Aviso de risco: O seu capital está em risco. Os produtos alavancados podem não ser adequados para todos. Recomendamos que consulte a nossa Divulgação de Riscos.