BoE's COVID policy not to blame for inflation, Bailey says



VIENNA, May 23 (Reuters) - Governor Andrew Bailey on Monday pushed back against his critics who blame the Bank of England for allowing inflation to accelerate to a 40-year high, saying the facts do not support this.

The British central bank has been accused by lawmakers in Prime Minister Boris Johnson's ruling Conservative Party and even by former governor Mervyn King of being too slow to halt a rise in consumer prices that are up 9% compared with a year ago.

Bailey, speaking at a conference hosted by Austria's central bank, said the BoE judged the extent of recent interest rises to be appropriate given the coming hit to demand from soaring energy prices.

"What I reject is the argument that in our response to Covid the Bank's Monetary Policy Committee let demand get out of hand and thus stoked inflation. The facts simply do not support this," Bailey said.

He pointed to the fact that economic output in March was just 0.6% above its pre-pandemic level, and far behind where it should be had the economy continued to grow uninterrupted by a pandemic.

"What we do have is a very tight labour market. But that does not look like a story about rapid demand growth," Bailey said.

Britain has the highest inflation of Europe's big economies and in the Group of Seven.

Former governor King last week told Sky News that too much money printing during the pandemic was a major cause of the high inflation now widespread across major economies.

Most economists say widespread supply chain disruption caused by the pandemic, coupled with increased spending on goods when services like travel and tourism were shut down, are the main culprits.
Reporting by Francois Murphy, writing by David Milliken, editing by Andy Bruce

Isenção de Responsabilidade: As entidades do XM Group proporcionam serviço de apenas-execução e acesso à nossa plataforma online de negociação, permitindo a visualização e/ou uso do conteúdo disponível no website ou através deste, o que não se destina a alterar ou a expandir o supracitado. Tal acesso e uso estão sempre sujeitos a: (i) Termos e Condições; (ii) Avisos de Risco; e (iii) Termos de Responsabilidade. Este, é desta forma, fornecido como informação generalizada. Particularmente, por favor esteja ciente que os conteúdos da nossa plataforma online de negociação não constituem solicitação ou oferta para iniciar qualquer transação nos mercados financeiros. Negociar em qualquer mercado financeiro envolve um nível de risco significativo de perda do capital.

Todo o material publicado na nossa plataforma de negociação online tem apenas objetivos educacionais/informativos e não contém — e não deve ser considerado conter — conselhos e recomendações financeiras, de negociação ou fiscalidade de investimentos, registo de preços de negociação, oferta e solicitação de transação em qualquer instrumento financeiro ou promoção financeira não solicitada direcionadas a si.

Qual conteúdo obtido por uma terceira parte, assim como o conteúdo preparado pela XM, tais como, opiniões, pesquisa, análises, preços, outra informação ou links para websites de terceiras partes contidos neste website são prestados "no estado em que se encontram", como um comentário de mercado generalizado e não constitui conselho de investimento. Na medida em que qualquer conteúdo é construído como pesquisa de investimento, deve considerar e aceitar que este não tem como objetivo e nem foi preparado de acordo com os requisitos legais concebidos para promover a independência da pesquisa de investimento, desta forma, deve ser considerado material de marketing sob as leis e regulações relevantes. Por favor, certifique-se que leu e compreendeu a nossa Notificação sobre Pesquisa de Investimento não-independente e o Aviso de Risco, relativos à informação supracitada, os quais podem ser acedidos aqui.

Usamos cookies para lhe dar a melhor experiência no nosso website. Ler mais ou alterar as configurações de cookies.

Aviso de risco: O seu capital está em risco. Os produtos alavancados podem não ser adequados para todos. Recomendamos que consulte a nossa Divulgação de Riscos.