Brazil pre-election aid package strengthens bets for further monetary tightening



By Marcela Ayres and Bernardo Caram

BRASILIA, July 6 (Reuters) - Brazil's pre-election spending package is likely to be inflationary, while also hurting the real exchange rate, strengthening bets for further monetary tightening, analysts told Reuters.

Lower house lawmakers are debating a bill, backed by President Jair Bolsonaro, that would amend the constitution to bypass the country's spending cap and boost social benefits ahead of the October presidential election.

The widely expected passage of the bill is likely to fan inflation, analysts said, as it prioritizes cash handouts over federal compensation to the states for fuel tax cuts. That should add to pressure on Brazil's policy-setters, who had signaled a winding down of rate-rises, to tighten policy more, they said.

"The government changed its strategy and decided to focus on demand, with more money in the hands of the population, which will mean a continuation of inflationary pressures," said the chief economist at Suno Research, Gustavo Sung.

Sung said rising fiscal risks also devalue ​​the Brazilian currency, making imports more expensive. The real has fallen 11% against the dollar in the last month, amid growing concerns over the government's fiscal discipline and a potential global recession.

With the Selic benchmark at 13.25% in June, the central bank had penciled in another hike for August, without specifying whether it would be its last.

Despite recent remarks by central bank chief Roberto Campos Neto that much of the bank's inflation-fighting work is done, three of four economists interviewed by Reuters forecast fresh tightening in September.

Silvio Campos Neto, a partner at Tendências Consultoria, said the spending bill pressures demand-pull inflation, while better-than-expected unemployment data may fan inflation of services.

He expected a 50 basis point increase in interest rates in August, followed by a 25 basis point rise in September.

José Francisco Gonçalves, chief economist at Banco Fator, said the central bank may now use the spending package to justify prolonging the tightening in its communication.

José Márcio Camargo, chief economist at Genial Investimentos, still expects the end of monetary tightening in August, but he now sees rates being held higher for longer.
Reporting by Marcela Ayres and Bernardo Caram Editing by Gabriel Stargardter and Bernadette Baum

Isenção de Responsabilidade: As entidades do XM Group proporcionam serviço de apenas-execução e acesso à nossa plataforma online de negociação, permitindo a visualização e/ou uso do conteúdo disponível no website ou através deste, o que não se destina a alterar ou a expandir o supracitado. Tal acesso e uso estão sempre sujeitos a: (i) Termos e Condições; (ii) Avisos de Risco; e (iii) Termos de Responsabilidade. Este, é desta forma, fornecido como informação generalizada. Particularmente, por favor esteja ciente que os conteúdos da nossa plataforma online de negociação não constituem solicitação ou oferta para iniciar qualquer transação nos mercados financeiros. Negociar em qualquer mercado financeiro envolve um nível de risco significativo de perda do capital.

Todo o material publicado na nossa plataforma de negociação online tem apenas objetivos educacionais/informativos e não contém — e não deve ser considerado conter — conselhos e recomendações financeiras, de negociação ou fiscalidade de investimentos, registo de preços de negociação, oferta e solicitação de transação em qualquer instrumento financeiro ou promoção financeira não solicitada direcionadas a si.

Qual conteúdo obtido por uma terceira parte, assim como o conteúdo preparado pela XM, tais como, opiniões, pesquisa, análises, preços, outra informação ou links para websites de terceiras partes contidos neste website são prestados "no estado em que se encontram", como um comentário de mercado generalizado e não constitui conselho de investimento. Na medida em que qualquer conteúdo é construído como pesquisa de investimento, deve considerar e aceitar que este não tem como objetivo e nem foi preparado de acordo com os requisitos legais concebidos para promover a independência da pesquisa de investimento, desta forma, deve ser considerado material de marketing sob as leis e regulações relevantes. Por favor, certifique-se que leu e compreendeu a nossa Notificação sobre Pesquisa de Investimento não-independente e o Aviso de Risco, relativos à informação supracitada, os quais podem ser acedidos aqui.

Usamos cookies para lhe dar a melhor experiência no nosso website. Ler mais ou alterar as configurações de cookies.

Aviso de risco: O seu capital está em risco. Os produtos alavancados podem não ser adequados para todos. Recomendamos que consulte a nossa Divulgação de Riscos.