EU regulator set to rule on Pfizer COVID pill by end-Jan, ahead of Merck



Jan 24 (Reuters) - The European Union's drug regulator is set to decide whether to approve Pfizer's COVID-19 pill at the end of this month, before doing a final review of Merck's similar but less effective drug in February, a source with knowledge of the matter said.

Late last year, the European Medicines Agency (EMA) gave guidance to member states on how to use both antiviral pills as emergency treatments, while it carried out rolling reviews to help member states decide on quick adoption ahead of any formal EU-wide approval.

The EU watchdog said the panel of experts reviewing new drugs was meeting from Monday until Thursday this week "with the objective to conclude the evaluation, if possible" of Pfizer's PFE.N Paxlovid treatment.

"We would communicate it towards the end of this week," it added.

Italy, Germany and Belgium are among a handful of EU countries that have bought the drugs.

The EMA's review of Merck's MRK.N pill, developed with Ridgeback Biotherapeutics, is taking longer than Pfizer's because Merck released trial data in November showing its drug was significantly less effective than previously thought.

"Merck had applied earlier than Pfizer, but then they had sent the final data on efficacy later, and therefore it took European regulators more time to examine that very last data," the source said.

The source declined to be identified because the EMA's reviews are confidential.

While vaccines are central to fighting the pandemic, regulators are looking at antivirals, which can be taken at home, as a new weapon against the fast-spreading Omicron variant.

U.S. and UK regulators have given the go ahead for both drugs to treat certain high-risk adult patients.

The EMA said on Jan. 10 it could issue "within weeks" a decision on whether to approve the use of Pfizer's two-drug regimen Paxlovid.

In a clinical trial, it was nearly 90% effective in preventing hospitalizations and deaths when given at an early stage to patients at high risk of severe illness.

The source also said the EMA planned to issue its decision on Valneva's VLS.PA VLA2001 COVID-19 vaccine candidate in March, in line with the timeline given by the French company on Jan 6.

The EMA declined to comment on the timing of the review.



FACTBOX-Countries rush to buy antiviral COVID pills




Reporting by Reuters reporters
Editing by Josephine Mason and Mark Potter

Isenção de Responsabilidade: As entidades do XM Group proporcionam serviço de apenas-execução e acesso à nossa plataforma online de negociação, permitindo a visualização e/ou uso do conteúdo disponível no website ou através deste, o que não se destina a alterar ou a expandir o supracitado. Tal acesso e uso estão sempre sujeitos a: (i) Termos e Condições; (ii) Avisos de Risco; e (iii) Termos de Responsabilidade. Este, é desta forma, fornecido como informação generalizada. Particularmente, por favor esteja ciente que os conteúdos da nossa plataforma online de negociação não constituem solicitação ou oferta para iniciar qualquer transação nos mercados financeiros. Negociar em qualquer mercado financeiro envolve um nível de risco significativo de perda do capital.

Todo o material publicado na nossa plataforma de negociação online tem apenas objetivos educacionais/informativos e não contém — e não deve ser considerado conter — conselhos e recomendações financeiras, de negociação ou fiscalidade de investimentos, registo de preços de negociação, oferta e solicitação de transação em qualquer instrumento financeiro ou promoção financeira não solicitada direcionadas a si.

Qual conteúdo obtido por uma terceira parte, assim como o conteúdo preparado pela XM, tais como, opiniões, pesquisa, análises, preços, outra informação ou links para websites de terceiras partes contidos neste website são prestados "no estado em que se encontram", como um comentário de mercado generalizado e não constitui conselho de investimento. Na medida em que qualquer conteúdo é construído como pesquisa de investimento, deve considerar e aceitar que este não tem como objetivo e nem foi preparado de acordo com os requisitos legais concebidos para promover a independência da pesquisa de investimento, desta forma, deve ser considerado material de marketing sob as leis e regulações relevantes. Por favor, certifique-se que leu e compreendeu a nossa Notificação sobre Pesquisa de Investimento não-independente e o Aviso de Risco, relativos à informação supracitada, os quais podem ser acedidos aqui.

Usamos cookies para lhe dar a melhor experiência no nosso website. Ler mais ou alterar as configurações de cookies.

Aviso de risco: O seu capital está em risco. Os produtos alavancados podem não ser adequados para todos. Recomendamos que consulte a nossa Divulgação de Riscos.