Wheat inches higher on hopes China will ease 19 measures



*

Hopes China will ease COVID-19 rules boost financial markets

*

Corn slips on export demand concerns

*

Wheat consolidates after slide on fund selling, slow exports

(Updates with closing U.S. prices)

By Rod Nickel

WINNIPEG, Manitoba, Nov 29 (Reuters) - Chicago wheat finished slightly higher on Tuesday after the previous day's three-month low, as investors saw hope that China would ease measures to counter COVID-19 infections after rare protests in the country unsettled markets a day earlier.

Soybeans also gained on optimism about China, but corn dipped over concerns about export demand for U.S. supplies.

Chicago Board of Trade wheat Wv1 gained 3/4 cent to settle at $7.81-1/2 a bushel, holding above Monday's low of $7.73-1/4.

The most-active soybean contract Sv1 gained 2-1/4 cents at $14.59-1/2 a bushel, after earlier touching its highest since Nov. 7. Corn Cv1 shed 1-3/4 cents to settle at $6.69-1/2 a bushel.

"Wheat (selling) just got overdone, and there's just a little bit of optimism now," said Brian Basting, economist at Advance Trading, adding that investors were covering wheat short positions. "I don't see anything fundamentally different."

A senior Chinese health official said on Tuesday that public complaints about COVID-19 controls stem from overzealous implementation, fuelling investor expectations that Beijing may ease restrictions that have prompted unusual public protests.

China is one of the world's largest wheat importers and investors have been concerned that COVID cases and protests could slow its economic growth projections.

Investors were reacting to "signs this morning from Chinese officialdom that a cautious easing will remain underway," Saxo Bank said in a note.

"This has inspired a comeback in some commodities."

Wheat has been pressured by investment funds' short positions and cheaper supplies from Russia and elsewhere in the Black Sea region.

Purchases in recent days by importers including Egypt's state buyer GASC and Turkey's state grain board TMO have underlined competitive prices for Black Sea origins, despite disruption caused by Russia's invasion of Ukraine.

The U.S. Department of Agriculture's (USDA) office in Brazil has forecast the country will produce a record 126 million tonnes of corn in 2022/23.
Reporting by Rod Nickel in Winnipeg, Michael Hogan in Hamburg and Naveen Thukral in Singapore; Editing by Richard Chang

Isenção de Responsabilidade: As entidades do XM Group proporcionam serviço de apenas-execução e acesso à nossa plataforma online de negociação, permitindo a visualização e/ou uso do conteúdo disponível no website ou através deste, o que não se destina a alterar ou a expandir o supracitado. Tal acesso e uso estão sempre sujeitos a: (i) Termos e Condições; (ii) Avisos de Risco; e (iii) Termos de Responsabilidade. Este, é desta forma, fornecido como informação generalizada. Particularmente, por favor esteja ciente que os conteúdos da nossa plataforma online de negociação não constituem solicitação ou oferta para iniciar qualquer transação nos mercados financeiros. Negociar em qualquer mercado financeiro envolve um nível de risco significativo de perda do capital.

Todo o material publicado na nossa plataforma de negociação online tem apenas objetivos educacionais/informativos e não contém — e não deve ser considerado conter — conselhos e recomendações financeiras, de negociação ou fiscalidade de investimentos, registo de preços de negociação, oferta e solicitação de transação em qualquer instrumento financeiro ou promoção financeira não solicitada direcionadas a si.

Qual conteúdo obtido por uma terceira parte, assim como o conteúdo preparado pela XM, tais como, opiniões, pesquisa, análises, preços, outra informação ou links para websites de terceiras partes contidos neste website são prestados "no estado em que se encontram", como um comentário de mercado generalizado e não constitui conselho de investimento. Na medida em que qualquer conteúdo é construído como pesquisa de investimento, deve considerar e aceitar que este não tem como objetivo e nem foi preparado de acordo com os requisitos legais concebidos para promover a independência da pesquisa de investimento, desta forma, deve ser considerado material de marketing sob as leis e regulações relevantes. Por favor, certifique-se que leu e compreendeu a nossa Notificação sobre Pesquisa de Investimento não-independente e o Aviso de Risco, relativos à informação supracitada, os quais podem ser acedidos aqui.

Usamos cookies para lhe dar a melhor experiência no nosso website. Ler mais ou alterar as configurações de cookies.

Aviso de risco: O seu capital está em risco. Os produtos alavancados podem não ser adequados para todos. Recomendamos que consulte a nossa Divulgação de Riscos.